Astigmatismo

ASTIGMATISMO, palavra de origem grega (a, priv. + stígma, atos, ponto) que define uma anomalia visual que impede a focagem clara dos objectos ao longe e ao perto.

Isto deve-se ao facto da córnea (superfície frontal do olho) em vez de ser esférica ter forma oval. Devido à forma ovalizada da córnea considera-se que esta tem dois eixos principais sendo estes perpendiculares entre si.

Por esta razão, quando a luz incide através da córnea, esta vai focar em diferentes pontos do olho, provocando deste modo a distorção das imagens.

ETIOLOGIA

Pensa-se que o astigmatismo tem origem hereditária.

Pode surgir astigmatismo quando a córnea sofre uma lesão.

Há vários tipos de astigmatismos:

Miópico simples: apenas um eixo foca antes da retina.

Hipermetrópico simples: apenas um eixo foca depois da retina.

Miópico composto: os dois eixos focam antes da retina.

Hipermetrópico composto: os dois eixos focam depois da retina.

Misto: um eixo foca antes da retina e outro depois da retina.

SINAIS E SINTOMAS

Os sintomas mais frequentes do astigmatismo são:

  • • Visão dos objectos distorcidos.
  • • Dores de cabeça frontais e temporais.
  • • Cansaço ocular.
  • • Inclinação da cabeça.
  • • Aproximação excessiva aos olhos do material de leitura.

TRATAMENTO

A compensação é feita com lentes cilíndricas (tóricas). Estas lentes têm 2 graduações diferentes.

Os astigmatismos muito pequenos normalmente não necessitam de compensação pois só raramente é que causam sintomas.

As lentes de contacto são também uma solução para a compensação do astigmatismo.